Resenha: A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard, escrita por Laura Isabelly

Impulsionar o jovem na leitura em um tempo em que as redes sociais e a internet dominam, não é fácil. É preciso aliar o prazer de ler ao prazer de interagir. Para apresentar um mundo diferente, muitas vezes é necessário conhecer características que os fascinam, explorando de acordo com sua idade, seus gostos e costumes. É a partir dessa premissa, que conseguiremos explorar caminhos diferentes e apresentar vários outros mundos aos jovens que não os conhece.

É com prazer que apresento a resenha escrita por minha sobrinha Laura Isabelly, que está conhecendo esse mundo tão vasto que é o da leitura. Acho que todo caminho começa por aquilo que nos dá prazer e o amadurecimento intelectual segue sua trilha. Então, sem mais delongas….

Olá pessoas! Hoje eu fui convidada para resenhar o livro a Rainha Vermelha, então vamos lá!

Naquela época existiam dois tipos de sangue: o vermelho e o prateado. Os prateados eram as pessoas nobres, que nasciam com poderes. Neles estavam inclusos a corte do rei e os soldados prateados. Os vermelhos eram o restante da população, os pobres. Nesse contexto, quem não trabalhasse depois dos dezoito anos iriam para a guerra. Mare Barrow é a personagem principal do livro. Ela tem 4 irmãos e três deles estão na guerra junto com os prateados. O pai de Mare, devido a guerra, vive doente e sua irmã costura para ajudar no sustento. Em uma manhã, as duas foram ao mercado, um guarda para diferencia-las das demais, colocava uma fita vermelha no braço, deixando claro qual era o seu sangue. Mary, aproveitava o mercado cheio para roubar os prateados, porém ao ser flagrada no ato, as duas foram perseguidas e capturadas. Como lição, um guarda pisou na mão direita da irmã que ficou incapacitada de costurar.

Chegando em casa, Mare não aguentou ver toda aquela cena, correu e encontrou Cal. Ele a ouviu e ambos se despediram. Dias depois Mare foi convocada a ir ao palácio. Começou a trabalhar como faxineira, porém algo surpreendente aconteceu. Ela começou a ter poderes, ficou apavorada. A rainha então começou a persuadi-la, afinal, poderia controlar todos os poderes, pois Mare era diferente. Um livro surpreendente, cheio de mistérios e reviravoltas, traições, mortes, sofrimento, manipulação e amor. Esse é o enredo que envolve o primeiro livro da saga A Rainha Vermelha.

Então, esse foi a resenha escrita pela minha sobrinha. ela expressou com seu entusiasmo o que achou do livro e me deixou muito orgulhosa!!!

Até a próxima!

2 comentários sobre “Resenha: A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard, escrita por Laura Isabelly

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s